Programa Mais Você aborda Parto Natural e Domiciliar


ana maria  braga e joana
fonte: ttp://maisvoce.globo.com/MaisVoce/0,,MUL1661003-18172,00.html
Ana Maria Braga recebeu no Mais Você, desta quarta-feira, 04 de maio, a visita especial de sua filha Mariana, que contou para os telespectadores como foi o parto de Joana, sua filha, e neta da apresentadora. Mariana revelou que o parto de Joana aconteceu em sua própria casa e teve a ajuda de duas parteiras, além de uma doula, acompanhante responsável pelo conforto físico e emocional da mãe no momento pré-parto.
Além de conversar com Mariana, Ana Maria também entrevistou sua doula Marcelly Ribeiro, ao vivo, na casa. A apresentadora ainda recebeu Priscila Colacciopo, uma das parteiras que ajudaram a trazer Joana ao mundo.
Em reportagem, o Mais Você mostrou a coragem de muitas mulheres que optam por ter seus filhos de modo natural, ou seja, através do parto ativo, como é chamado. Essa alternativa não conta com intervenção médica no nascimento da criança. É importante ressaltar que o médico deve estar presente, porém, ele só interfere se houver necessidade. Não existe nem parteira, nem médico, no momento do nascimento, é simplesmente o corpo da mulher que se responsabiliza por toda a ação.
O programa também falou sobre o parto humanizado. Foram ouvidas seis mulheres que optaram pela alternativa. “Eu sempre quis ter um parto normal, mas eu não sabia que havia parto humanizado, onde respeitava-se os desejos das mulheres. Quando eu fui ter o parto, no momento do parto mesmo, foi para mim, assim, além de intenso, por estar fazendo o processo junto com a minha filha, e não uma coisa fria, não individualizada, foi um momento que eu realmente fiquei, é um momento de conquista, onde eu consegui conquistar um desejo que era meu há muito tempo. Foi um momento muito feliz”, contou a pedagoga Renata de Nardis.
Na casa com Ana Maria Braga, Mariana explicou a diferença entre a cesariana e um parto natural. “A cesariana é uma cirurgia, é importante ressaltar isso, ela é um parto, mas, antes de mais nada, é uma cirurgia”, enfatizou.
Sobre a profissão de parteira nos partos naturais, Priscila Colacciopo contou: “Durante o trabalho de parto, você pode saber se o bebê ou a mãe está com algum problema. Durante o trabalho de parta, a gente escuta o bebê. Este movimento é muito recente no Brasil, por isso, o número de doulas e de parteiras é muito restrito. Tem que ter formação acadêmica, com faculdade em enfermagem e especialização em obstetrícia”.
Em relação à função da doula, Marcelly Ribeiro relatou que ela é responsável pelo conforto da mãe nos momentos pré-parto. “Muitas mulheres que passam pela experiência do parto natural se tornam divulgadoras e pró-ativas deste movimento”, destacou Mariana. Ela também falou dos momentos que antecederam o parto: “Eu comecei a sentir as contrações mais fortes às 10h da noite, e a Joana nasceu às 10h da manhã”, contou.
Ana Maria Braga observou que a novidade a deixou preocupada, mas depois ela percebeu que é uma ótima opção para o momento de dar a luz: “No começo eu fiquei muito assustada, e a Mariana sabe disso, mas hoje eu vejo a Joana aqui entre a gente feliz e saudável”.


Sobre Gisele Leal

- Acompanhamento da Gestação - Preparação para o parto (individualmente ou em grupos) - Consultoria para a escolha de profissionais e locais de parto - Elaboração do Plano de Parto - Dia da Despedida da barriga, barriga de gesso - Acompanhamento do Trabalho de Parto, Parto e Pós-parto imediato - Assistência ao Parto e puerpério - Consultoria em Aleitamento Materno - Fotos do parto, da família e da gestante

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *