Namorar sempre….


CasalApaixonado4
Os filhos chegam, e nem sempre sobra tempo pra namorar. Não estou falando de sexo, porque pra sexo sempre rola um tempo. Estou falando de namorar mesmo. Olhar no olho, fazer carinho, sentir o cheiro, a respiração. Namorar sem pressa, daquele jeito que o coração acelera, a respiração fica ofegante só de ouvir a respiração do outro.

Quando estamos grávidas então, a barriga muitas vezes não nos deixa disposição, (ou posição! rs) para namorar. Se temos outros filhos aí vira uma missão quase esquecida.

Não se esqueçam. Colem um lembrete na geladeira “hoje é dia de namorar!”. Especialmente se já está nas ultimas semanas de gestação. Afinal de contas, logo terá um bebê do lado de fora da barriga que precisará de toda sua dedicação. Então aproveite as ultimas semanas. Vale escrever bilhetinhos (românticos ou picantes, a gosto de cada um, risos), comprar um bom vinho, espalhar pétalas de rosa sobre a cama. Trocar massagens, tomar um longo e despretensioso banho. Ou simplesmente convidar su parceir@ para uma dança. Nus, na sala. Ao som das músicas que vocês ouviam quando namoravam. Se olhar demoradamente sem pressa, fazer juras de amor eterno como antigamente. Reaprender a sentir o cheiro e o gosto de su companheir@. O calor do toque, com muito mais intimidade. São momentos tão únicos. Namorar depois de tantos anos, de tanta intimidade, depois dos filhos, e antes do bebê novo que logo chegará. Redescobrir o prazer de estar a sós e re-significar o sentimento que  os manteve junt@s até então.

Ontem, um convite inesperado proporcionou tudo isso. Minha cunhada perguntou se podia levar as crianças pra dormir na casa dela. Na hora bateu um gelinho no estômago. Arthur  e Catharina nunca dormiram fora! Perguntei se eles queriam e a resposta foi uníssone: SIM! (depois dizem que criança que mama até 3 anos e dorme com os pais ficam dependentes né? Cadê?? rs).  Foram. Um sentimento de casa vazia (seria a síndrome do ninho vazio?? rs) tomou conta de mim. Mas foi uma oportunidade incrível para namorarmos. Para nos entregarmos um ao outro, para podermos selar mais uma vez nosso compromisso, antes da chegada do mais novo membro da família. E namorar.

Acho que  fazia uns 5 ou 6 anos que  eu não namorava meu companheiro. Sexo? Sempre temos um tempo pro sexo. É bom, a fisiologia grita. Obedecemos aos hormônios exalando de nossos corpos. Mas para namorar, precisa mais  que isso. Mais que tempo. Mais que hormônios. Precisa de sintonia, energia, tempo, entrega, sonhos. Disposição para fazer, agora maduros, o que fazíamos quando jovens. Sem vergonha, sem tabus, sem regras. Sonhar. Namoros são regados a sonhos. E quando estamos mergulhad@s em longas relações os sonhos deixam de fazer parte da rotina e cedem espaço para as praticidades, obrigações, compromissos do dia a dia. Namoros  são regados a sonhos, a ideais, à construção de um futuro.

Quanto tempo faz que você não namora? Quanto tempo faz que seus sonhos não regam sua relação?


Sobre Gisele Leal

- Acompanhamento da Gestação - Preparação para o parto (individualmente ou em grupos) - Consultoria para a escolha de profissionais e locais de parto - Elaboração do Plano de Parto - Dia da Despedida da barriga, barriga de gesso - Acompanhamento do Trabalho de Parto, Parto e Pós-parto imediato - Assistência ao Parto e puerpério - Consultoria em Aleitamento Materno - Fotos do parto, da família e da gestante

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *